«A Lusosem inspira a Barenbrug»

Martin Dekker, Responsável de Exportação da Barenbrug, explica como a Lusosem inspira a Barenbrug a desenvolver soluções forrageiras adaptadas aos agricultores portugueses e afirma que «a força de ambas as empresas reside numa parceria ganhadora». Entrevista realizada por ocasião do fieldtour realizado em Fevereiro em Portugal.

 

Entrevista a Martin Dekker, Responsável de Exportação da Barenbrug

 

Como antevê a evolução do mercado das forragens no Sul da Europa?


Os agricultores estão cada vez mais cientes de que uma alimentação animal à base de forragens de gramíneas e leguminosas desempenha um papel cada vez mais importante na produção de leite e de carne. Para expressar todo o seu potencial produtivo, o efetivo pecuário deve ser alimentado com programas nutricionais, onde as forragens de qualidade são uma componente fundamental. As gramíneas e as leguminosas são uma excelente fonte de proteína tanto do ponto de vista quantitativo como qualitativo. O agricultor pode aumentar os rendimentos obtidos investindo na produção de proteína na sua própria exploração, recorrendo a sementes de elevada qualidade. Considero, por isso, que a produção de forragens vai continuar a aumentar, sendo um factor chave o recurso a variedades de elevada qualidade, como é o caso das desenvolvidas pela Barenbrug.

 

O que prevê de inovação nesta área? 


Para além do aumento da utilização de variedades de espécies anuais, consideramos que a procura de misturas de forragens contendo festuca tende a aumentar. A Barenbrug desenvolveu o NutriFibre, um programa especialmente dedicado aos produtores de leite e carne, no qual as misturas foram selecionadas com base nas necessidades do mercado do Sul da Europa. Este programa está disponível também em Portugal. São variedades resistentes ao calor e à seca, graças ao seu sistema radicular volumoso e profundo. O NutriFibre é uma excelente combinação para obter um elevado teor de fibra e proteína. O conceito consiste na utilização de variedades melhoradas de festucas, assegurando uma actividade ótima do rúmen das vacas. 

Por outro lado, o seu elevado valor nutricional, assegura a produção de leite rico em gordura e proteínas. 

 

A crise do leite na Europa favorece a utilização de forragens?


Na atual conjuntura de preços baixos do leite, a produção de forragem de elevada qualidade vai ao encontro da necessidade de reduzir custos na exploração. A utilização de variedades de genética superior é um factor chave para um bom rendimento na exploração. Vários estudos demonstram que os agricultores que utilizam maior teor de forragens na ração diária têm um menor custo de produção por litro de leite. 

Em situações de crise o agricultor tende a retrair-se, comprando o mais barato, no entanto, investir em forragens de qualidade compensará a longo prazo utilizando boas variedades facilmente obtemos uma mais-valia de 100€/hectare. 

 

Considera que as regras do Greening podem ter um impacto positivo no crescimento do mercado das forragens?


As regras do Greening exigem que os agricultores instalem culturas forrageiras ou leguminosas num mínimo de 5% a 10% da área útil da exploração. É por isso provável que esta exigência contribua para o aumento da procura de sementes certificadas de sementes forrageiras, embora seja difícil prever até que ponto, pois o agricultor também pode optar por outras culturas.

 

Porque razão as culturas forrageiras são uma opção para o agricultor?


Além das vantagens já enumeradas, é preciso dizer que as forragens são a melhor opção do ponto de vista da saúde animal e da produtividade. Vacas saudáveis produzem mais leite e reduzem os gastos com veterinários. No campo, variedades forrageiras de qualidade proporcionam um excelente teor de matéria seca e um ótimo rendimento em proteína. Além do mais, as forragens são fáceis de cortar e de ensilar.

 

Além de uma boa genética, quais as práticas mais relevantes para obter uma forragem de qualidade?


A boa gestão e maneio da cultura permite tirar o máximo potencial das sementes utilizadas. É fundamental preparar o solo de forma adequada e aplicar azoto, potássio e fósforo em quantidades suficientes. A gestão da cultura durante a fase de desenvolvimento, a altura e épocas de corte/pastoreio e as técnicas de preparação do silo são alguns dos factores críticos para a produtividade e qualidade da forragem. 

 

As variedades e misturas Barenbrug estão bem adaptadas aos solos e clima de Portugal?


Enquanto obtentor de sementes, a Barenbrug busca constantemente inovação que gere valor acrescentado ao agricultor. Possuímos 15 pólos de I&D, abarcando as principais regiões edafoclimáticas do planeta. Esta estratégia tem como resultado o desenvolvimento de produtos inovadores e adaptados a cada região. Todas as variedades Barenbrug vendidas em Portugal são previamente testadas em ensaios realizados no país e os resultados são mostrados aos agricultores através de field tours que organizamos em parceria com a Lusosem.

 

Qual a ambição da Barenbrug no mercado português? Qual o papel da Lusosem do cumprimento de tais objetivos?


A Barenbrug está empenhada em ajudar o agricultor a aumentar a produtividade e a qualidade da forragem. Através de um vasto portfólio de sementes de qualidade, misturas de sementes e de tecnologia inovadora trabalhamos diariamente para tornar a produção de gramíneas e leguminosas forrageiras economicamente atrativa e sustentável.  As nossas equipas, tal como a Lusosem em Portugal, promovem a introdução de novas variedades e tecnologias e prestam formação, apoio técnico e comercial aos distribuidores.

Por último, mas de grande importância, a Lusosem inspira a Barenbrug a desenvolver novas soluções adaptadas aos agricultores portugueses.  

 

A Lusosem está em linha com o perfil de parceiro que a Barenbrug procura para desenvolver novos mercados?


A Lusosem é uma empresa reputada e de confiança e muito próxima dos agricultores. Através da sua equipa promove as melhores soluções e produtos de elevada qualidade através de um trabalho diário de divulgação e apoio por parte da equipa técnica e comercial. O nosso sucesso em Portugal dependerá da forma como a Lusosem consiga passar a mensagem da Barenbrug ao utilizador final das sementes. Estamos alinhados em termos de estratégia e de filosofia de trabalho. A força de ambas as empresas reside numa parceria ganhadora.

PRODUTOS

ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

CONTACTOS

Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284