SafeBrocolo - Prever para proteger a qualidade do brócolo

A mosca da couve e a alternariose são dois dos principais problemas fitossanitários da cultura do brócolo que estão mira do SafeBrocolo. Este projeto multidisciplinar, do qual a Lusosem é parceira, visa criar modelos de previsão para quantificar o risco de ataques, informação fundamental na tomada de decisão de proteção da cultura.

 

Projeto SafeBrocolo

 

Teve início em Janeiro de 2015 e decorre até final de 2017 o projeto SafeBrocolo, inserido na medida Cooperação para a Inovação do ProDeR. Este projeto tem como objetivo desenvolver modelos de previsão da ocorrência da alternariose e dos ataques da mosca da couve, contribuindo para a melhoria do processo produtivo, bem como, para uma utilização mais racional dos produtos fitofarmacêuticos e, consequentemente, para a conservação da biodiversidade dos sistemas de produção e garantia da qualidade e segurança alimentar. 

No primeiro ano do SafeBrocolo, durante a campanha de Inverno 2015, foram monitorizadas e identificadas em laboratório as espécies dos principais inimigos da cultura.  Ao nível das doenças, foram identificadas a Alternaria brassicicola e ainda Stemphylium sp., Rhizoctonia solani, Fusarium sp. (nas inflorescências), Phythium sp., Hyaloperonospora parasitica e bacterioses. Verificou-se grande dificuldade na identificação das espécies da mosca da couve, porque os estragos causados por esta praga são similares aos provocados por outras espécies, reporta o consórcio do projeto.

A Lusosem revê-se nesta abordagem multidisciplinar de busca de soluções sustentáveis para proteção das culturas, e associou-se, por isso, desde a primeira hora, ao SafeBrocolo. 

O consórcio do SafeBrocolo é composto por diversas entidades: CADOVA, Crl (entidade gestora da parceria), o COTHN, a ESAS/IP, o ISA/UL, o INIAV, a UE, a FCT/UNL e a FNOP. Outras entidades também se associaram a este projeto como a Agromais, Crl, Hortapronta, S.A, Sakata , Bejo, Monliz e Hidrosoph, representando a produção, a comercialização de sementes, a indústria de congelados e  equipamentos de monitorização. 

 

SPINTOR

 

Eficácia Natural no controlo da mosca da couve


O Spintor é uma solução totalmente seletiva para controlo da mosca em couve brócolo, chinesa, flor, frisada e repolho. 

«A mosca-da-couve (Delia radicum L.) representa uma grave ameaça à produção de brássicas. O adulto faz a postura dos ovos no colo da planta e após a eclosão a larva alimenta-se da raiz.  A inexistência de produtos fitofarmacêuticos sistémicos e eficazes dificulta muito o controlo da praga.  A aplicação de Spintor em pré-plantação, fazendo-o chegar às raízes com recurso à rega, diminui a intensidade dos ataques que possam ocorrer posteriormente no campo, de forma prática e com baixo impacto para a fauna útil», explica Gonçalo Canha, do Departamento de Desenvolvimento da Lusosem.

PRODUTOS

ONDE COMPRAR

Localize o distribuidor mais perto de si:

SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

CONTACTOS

Sede

Rua General Ferreira Martins, n 10-9A

1495-137 Algés

Ligue-nos

Telefone: +351 214 131 242

Fax: +351 214 131 284